07 junho 2016

A vida não é uma competição


A vida não é uma competição onde o melhor irá ganhar um prêmio no final. Uma pena que nem todos pensam assim e são capazes de tudo para serem considerados melhores do que alguém e quando digo tudo, é tudo mesmo, até mesmo prejudicar outra pessoa. É necessário entender que para sermos considerados bom em algo, alguém é considerado ruim nessa mesma coisa e vice-versa, há um equilíbrio que nem todos enxergam.

Devemos procurar superarmos nós mesmos e tentar ser a nossa melhor versão e não  a melhor versão de alguém, achando que irá ser premiado por isso. Poderá haver recompensas por alguns atos bons que o tornará superior, mas nunca a ponto de erguer as mãos e falar "eu venci", pois não é assim que se vive. É inútil querer provar para alguém que se é melhor e mais inútil ainda acreditar que no final irá ter uma bela recompensa por aquilo que foi.

Conforme a vida vai sendo vivida vamos melhorando alguns aspectos nossos que se destacam entre algumas pessoas, mas como eu disse, há um equilíbrio. Nem tudo irá dissipar-se com o passar do tempo, há coisas em nós que nunca irá mudar, mas que em outra pessoa talvez mude e isso irá torná-la melhor nisso e não melhor do que você, pois assim como você não é melhor do que o outro, ninguém é melhor do que você e nem deixem que te convençam disso.

A vida se torna algo melhor quando notamos que não existe um jogo onde no fim o que mais se destacar irá ser premiado e que pensar assim o tornará um cego em prol da vontade absurda da própria mente em querer ser feliz sentindo-se melhor do que os outros e deixamos de viver aquilo que realmente queremos por achar que isso não irá considerá-lo bom o suficiente para ganhar o tão cobiçado prêmio. O prêmio que na verdade nem existe e nem nunca irá.

Ser igual, melhor ou pior do que alguém não irá te tornar menos feliz se você não liga para o que dizem, pois ninguém pode dizer-lhe se está vivendo da forma correta, pois se você está contente a resposta é sim, você está vivendo da forma certíssima e se continuar assim só tem a ganhar. Não seja uma vítima ingênua dessa competição que muitos juram existir, é burrice é só irá torná-lo frio e vazio, achando que só é feliz pois é melhor do que as outras pessoas. É um triste fim.

Beijos.

03 junho 2016

Agradecer sempre


Hoje eu venho falar de gratidão. Gratidão, aquilo que a maioria de nós já esqueceu, aquilo que não temos quando nem tudo é como queremos, aquilo que esquecemos por não darmos o valor mais do que merecido por sermos o que somos e por termos o que temos. Talvez pela ambição de querer ter mais e mais ou ser mais e mais deixamos nos levar e esquecemos o quão bom é agradecer sempre, para que coisas boas se aproximem cada vez mais.
  
Quando temos a famosa gratidão tudo é motivo para orgulhar-se e sonhar cada vez mais alto, mas não sei o que tem acontecido com as pessoas que nada do que elas tem nessa vida que já não anda muito fácil é o suficiente digno de um agradecimento, as tornando frias e fúteis. Há inúmeras coisas em nossa volta que deixamos passar batido, por estarmos ocupados demais tentando ser sempre melhor, mas não nos damos conta que o nosso melhor já está alí, em nossa frente.

Quem tem o poder da gratidão no coração, na alma e na mente, transforma qualquer faísca em uma explosão imensa e mostra pro mundo a humildade que há em si. Quem tem o poder da gratidão é extremamente feliz pelo pouco que a vida lhe dá e consegue enxergar uma gotinha de alegria até em um oceano gigantesco de tristeza, tornando-se assim mais forte e vivaz, 

Lembre-se de agradecer sempre, pois todos temos motivos para isso, estarmos vivos será sempre o maior deles, principalmente para que venha gratidões cada vez maiores. Dê valor para aquilo que você tem, por menor que isso seja e verás que será capaz de enxergar naquilo e em muitas outras coisas a sua importância. Valorize cada pedacinho que a vida te dá.

"A gratidão é o único tesouro dos humildes."

Beijos.

17 maio 2016

How I Met Your Mother



Hoje quis trazer algo diferente dos meus textos. Vim falar de uma série que estou gostando muito e que com certeza vai ser bem difícil me acostumar a ficar sem quando eu assistir todas as temporadas.

How I Met You Mother (Como conheci sua mãe) é uma série de comédia que se passa em Nova Iorque, com 9 temporadas e 208 capitulos com duração média de 20 minutos. Foi criada em 2005 e teve fim em 2014. A história é narrada por Ted Mosby ao seus filhos em 2030, onde ele conta detalhadamente como conheceu a mãe deles, junto a seus 4 melhores amigos (Robin, Lily, Marshall e Barney). Além de render muitas risadas com tudo o que acontece entre esses 5 amigos, ela também nos emociona muito e faz pensar em diversas coisas que não nos damos conta.

Ted Mosby - Arquiteto e sonhador. Ao longo da história se relaciona com diversas mulheres em busca de uma que seja a perfeita para se casar e construir um futuro. Amigo de Lily e Marshall desde os tempos de faculdade.

Robin Scherbatsky - Canadense e sonha em ser uma jornalista bem sucedida. Foi a última a compor o grupo dos 5 melhores amigos. Já passou por diversos relacionamentos conturbados, mas com certeza vai achar a pessoa certa.

Barney Stinson - Trabalha no banco GNB e o cargo que ele exerce é desconhecido. Mulherengo que dorme com uma mulher em cada noite, engraçado, debochado, rico e muito apegado aos 4 melhores amigos.

Lily Aldrin - Companheira de Marshall desde a faculdade e casam-se na série. Professora de jardim de infância e apaixonada por arte. Dá ótimos conselhos aos amigos quando precisam, pode-se dizer que é a mais adulta da do grupo.

Marshall Eriksen - Companheiro de Lily desde o primeiro dia de faculdade. Formou-se em direito e sonha em ser um advogado ambiental capaz de transformar o mundo em um lugar melhor, mas as coisas não saem como planejado.

A série foi recomendada pelo meu namorado (ele já assistiu as 9 temporadas duas vezes). Estou terminando a 7° temporada, mas ela é tão boa que vim recomendar a vocês. Nessas 7 temporadas já assistidas eu ri, chorei, me emocionei, pois ela é exatamente como nossa vida é, com altos e baixos, mas que no fim sempre acaba bem (apesar de não saber como é o fim da série ainda).

Na ordem: Barney, Robin, Ted, Lily e Marshall

Observação: Marshall é o meu personagem preferido.

Espero mesmo que gostem. Beijos.

11 maio 2016

Há coisas boas em você

Só é feliz de verdade aquele que sabe apreciar a si mesmo antes de apreciar qualquer coisa e qualquer alguém. Sei que às vezes é difícil e que acabamos sempre sendo exigentes demais com a gente mesmo, mas devemos sempre tentar enxergar o lado bom que com certeza há em nós. Aquele lado que achamos que nem existe, mas na verdade só estamos deixando-o de canto por estarmos dando importância apenas para aquilo que julgamos nossos defeitos.

Há quem passa a maior parte do tempo lamentando-se por aquilo que não é e por aquilo que não tem, quando na verdade existe uma imensidão dentro e com isso, priva-se de conhecer um lado maravilhoso de si mesmo, um lado que ninguém conhece, porque quando a gente não se conhece de verdade, ninguém passa a nos conhecer, pois não temos noção de transmitir isso para o mundo e acabamos deixando aquela explosão de coisas boas lá, escondidinhas, eufóricas para serem notadas.

A vida fica bonita quado notamos que não somos tudo aquilo de ruim que pensamos que somos. Claro, todos temos defeitos, mas esse não é o problema, o problema está em aceitar que em meio há tanto caos que existe em nós, nenhuma qualidade existe. Enxergue o que há de bom em ti, como tu enxergas o que há de mau e com certeza irá questionar-se como pode estar enganado por tanto tempo, privando-se da própria felicidade, por passar grande parte do tempo julgando-se.

Ninguém está livre de ser destinado há apenas defeitos ou há apenas qualidades. Lembre-se, tudo que está equilibrado acaba sendo melhor e mais maleável. Às vezes o que para nós é defeito, alguém enxerga como qualidade em si mesmo e vice-versa. A vida tem dessas, de deixar a gente maluco, mas fazendo da forma certa, com as "medicações" certas, ela se torna algo saudável, basta querer e tentar.

Beijos.  

24 abril 2016

Da sua verdade apenas você sabe


As pessoas julgam sem saber e condenam sem ter certeza. É triste ver o prazer que elas sentem em ver alguém se sentir mal por causa do veneno expelido, mas deixa eu lhes contar uma coisa que todos deveríamos saber, da sua verdade só você sabe e ninguém têm o direito de apontar o dedo sujo na tua cara e te julgar, pois convenhamos, a maioria das pessoas que te julgam são pessoas infelizes e que são alérgicas a tua felicidade. 

Não viva aceitando mais do que singelas críticas de outrem, pois ninguém tem o direito de sair pelo mundo a fora te julgando como se tivesse uma vida perfeita, pois saibas que essas pessoas não têm. Elas são vazias, se sustentam falando mal até dos amigos, da família e lá no fundo criticam a si mesmo por serem como são. É triste ter que lidar com pessoas assim, que não sabem que pode haver uma tempestade dentro de ti.

Afaste-se de quem te desgasta, não dê ouvidos a quem tem desejo de te ver por baixo, dê a volta por cima encarando seus problemas de frente e mostre que elas estão enganadas e que se há uma batalha dentro de ti, tu há de vencer ela e que ninguém no mundo pode dar a si mesmo o direito de falar o que não sabe, pois como eu falei, da sua verdade apenas você sabe e se você não quer transparece-la para o mundo, o direito e todo seu e isso não significa que alguém pode simplesmente aparecer e inventá-la.

Procure ser feliz sempre, cate a felicidade por aí, procure ela por cada canto que passar, pois quando estamos felizes conseguimos resolver nossos problemas com mais agilidade e facilidade e se há uma maneira de vingar-se daqueles que adoram tua infelicidade, é mostrar que você é feliz e está preparado para os problemas que a vida te colocar e sobre as mentiras inventadas, você não precisa provar a verdade a ninguém, porque aliás, os outros serão apenas os outros e segue o barco.

Beijos.

Thamyres Gambim © , Todos os direitos reservados. DESIGN POR Sadaf F K.